Estudo revela que Memórias se formam durante os sonhos


Dormir não é bom só para recuperar as energias. Também é o momento em que consolidamos nossas memórias.

É o que sugere um novo estudo realizado por cientistas das universidades McGill (Canadá) e de Berna (Suíça).

Primeiro eles instalaram um implante que permite, usando pulsos de luz, ativar ou desativar partes do cérebro de ratos de laboratório.

Depois, mostraram um objeto para os ratinhos e deixaram que eles dormissem.

Quando os ratos alcançaram o estágio mais profundo do sono (a fase REM, sigla em inglês para “movimento rápido dos olhos”, momento em que os ratos -e os seres humanos- sonham), os cientistas desligaram alguns neurônios dos bichinhos.

Desativaram o hipocampo, região do cérebro que controla a formação de memórias. Em tese, isso não deveria ter efeito nenhum. Afinal, os ratos estavam “só” dormindo, certo?

No dia seguinte, os pesquisadores mostraram o objeto novamente aos ratos. E o resultado foi surpreendente: os bichinhos passaram muito tempo cheirando o objeto, como se nunca o tivessem visto. Ou seja, eles não construíram uma memória do objeto.

Os cientistas também desligaram o hipocampo dos ratinhos enquanto eles estavam acordados, ou em outras fases do sono, sem obter o mesmo efeito. Isso mostra que é mesmo a fase REM a responsável pela consolidação das memórias.

Os pesquisadores ainda não sabem como ou por que isso acontece, mas a descoberta fortalece a teoria de que os sonhos, e as situações bizarras que eles frequentemente trazem, são um efeito colateral dos processos de manutenção executados pelo cérebro durante a noite – entre os quais pode estar a consolidação das memórias mais relevantes e o apagamento das demais.

Um noite bem dormida é fundamental. Inclusive para guardar o que você vive durante o dia.

Fonte: Super Interesante


Avalie nosso post:
1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Sem avaliações ainda)
Loading...

Palavras Chave: - CIENCIA - sonhos