Skip to main content

Auxílio Emergencial 2021

O Auxílio emergencial 2021 começara a ser pago nesta terça-feira 6 de abril; confira os calendários dos pagamentos no artigo que criamos para você, boa leitura.

Em 2020 o governo federal pagou cinco parcelas nos valores de R$ 600 e mais quatro de R$ 300 reais, divididas por datas especificas de acordo com a data de nascimento.
Os pagamentos do auxílio emergencial 2021 começará a ser paga nesta terça-feira (6), anunciado pelo governo no dia 31/03.
As parcelas foram divididas em 4, com valores  de R$ 150, R$ 250 ou R$ 375. A partir de quinta-feira (1º), o beneficiário poderá verificar se foi aprovado no site da Dataprev.

Novas regras para o Auxilio Emergencial

Neste ano de 2021, a cada parcela será um valor padrão de R$ 250 reais, já para pessoas que vivem sozinhas receberão R$ 150 por mês.
Já no caso de  mulheres que são chefes de família, o valor será de R$ 375 –50% mais alto do que o benefício básico. Neste caso, a MP define que o valor será pago aos grupos familiares que são comandados por mulheres sem cônjuge (sem Esposo), e com no mínimo uma pessoa menor de 18 anos.
Nessa nova distribuição de parcelas, serão permitidos que apenas uma pessoa por família receba o benefício. Em 2020, o governo tinha autorizado pagamento para até 2 (duas) pessoas por lar.
Para que esse esse critério funcione corretamente, o decreto estabelece que haverá a seguinte ordem de preferência: será primeiro a mulher chefe de família, seguida da pessoa mais velha. Se caso houver empate, a definição será feita pela ordem alfabética dos nomes.
O pagamento do auxílio será feito em quatro parcelas. O Governo ainda resaltou que a assistência poderá ser prorrogada, caso haja margem orçamentária.
O total de R$ 44 bilhões foram reservados para a rodada que começa a ser paga nesta terça feira 6 de abril.

Como ficou as regras do Auxilio 2021 ?

Número total de parcelas:
– Serão liberados 4 (quatro) pagamentos.
– Os repasses estão previstos para começar em abril e terminar em julho

Sobre o valor?

– As parcelas variam de acordo com cada formação familiar.
O valor padrão é de R$ 250 reais.
– Para mulheres chefes de família, o valor será de R$ 375.
Pessoas que vivem sozinhas receberão R$ 150 por mês
Beneficiários
Governo estima que o benefício será pago a 45,6 milhões de famílias. São 28,6 milhões de pessoas que se cadastraram nas plataformas da Caixa, 10,7 milhões do programa Bolsa Família e 6,3 milhões do cadastro único de programas sociais.

Quem pode receber o auxílio 2021?

Todos os trabalhadores informais com renda de até meio salário mínimo (R$ 550) por pessoa e renda familiar total de até três salários mínimos (R$ 3.300). Também é necessário cumprir critério de rendimento tributável máximo de R$ 28.559,70 em 2019 e de patrimônio máximo de R$ 300 mil


Quem não pode receber ?

– Pessoas que recebem qualquer tipo de programa do governo Exceto bolsa família e Abono salarial, auxilio reclusão,  benefício previdenciário, assistencial ou trabalhista.
– Residentes médicos ou de outras áreas, beneficiários de bolsas de estudo e estagiários.
– Menores de 18 anos, exceto mães adolescentes.
– Presos que estão regime fechado.
– Pessoas residentes no exterior.
– Todos os beneficiários do auxílio que não movimentaram valores da assistência em 2020 em sua conta digital Caixa ou que tiveram a assistência do ano passado cancelada.

Como conseguir o auxílio

Para selecionar as pessoas que se enquadram no programa, o governo vai usar a base de dados dos auxílios pagos em 2020. As parcelas serão pagas independentemente de requerimento
Limite por família
Programa permitirá que apenas uma pessoa por família receba o benefício. Em 2020, governo autorizou o pagamento para até duas pessoas por lar
Datas de pagamento
Beneficiários do Bolsa Família receberão conforme o calendário habitual do programa. Em abril, os pagamentos para essas pessoas serão iniciados no dia 16. O governo ainda não apresentou o calendário para os outros beneficiários.
Custo do programa
O limite de gasto com a nova rodada da assistência é de R$ 44 bilhões. Nas MPs, porém, o governo anunciou a liberação de R$ 43 bilhões, incluindo despesas operacionais. Em 2020, o auxílio consumiu quase de R$ 300 bilhões
Prorrogação

Calendário Calendário do Auxilio Emergencial 2021

1 Fase do Auxilio Emergencial foi dividido da seguinte forma:

Calendário do Auxilio 2021 por data de nascimento
Calendário do Auxilio 2021 por data de nascimento
Calendário do Auxilio 2021
Calendário do Auxilio 2021

Consulte aqui seu Auxílio Emergencial 2021 e veja o Calendário do Auxilio 2021

Este artigo foi escrito e adaptado por nossos editores do informação Brasil, apenas com o intuito de ajudar o cidadão, Todas as informações foram retiradas do site oficial da Dataprev pode ser consultadas no site oficial dataprev.

Avalie:
1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (4 votos média: 5,00 de 5)
Loading...